sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Governo Federal realiza diagnóstico sobre situação das áreas de fronteira

Já estão em Foz do Iguaçu os pesquisadores responsáveis por um levantamento de diagnóstico sobre a segurança nas regiões de fronteiras.

A pesquisa, encomendada pela Secretaria Nacional de Segurança e coordenada por representantes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), pretende fazer um Raio X sobre as áreas e faixas fronteiriças em todo o país. Através da pesquisa, a intenção é criar políticas públicas eficientes e específicas para cada região.

A pesquisa abrange 188 municípios, todos ligados a fronteiras, com a aplicação de um questionamento quantitativo para avaliação de infraestrutura das instituições públicas e práticas que caracterizam a área fronteiriça para a identificação de ações ilegais, práticas comerciais, relações de cooperação e tensão entre as pessoas que habitam nas diferentes cidades.

Em 55 municípios, incluindo Foz do Iguaçu, será realizado um trabalho de campo mais direcionado, com abordagem qualitativa, através de entrevistas diretas em grupos e gravações. Além da UFRJ, outras dez universidades, entre federais e estaduais, estão envolvidas na pesquisa.

Nesta quarta-feira (07), na sede da Guarda Municipal, o grupo de pesquisadores realizou o chamado “encontro com grupo focal”, que reúne representantes da sociedade civil e órgãos de segurança pública para uma abordagem direcionada.

Foz do Iguaçu é considerada a mais importante entre as cidades de fronteiras, por estar na fronteira com Paraguai e Argentina. O diagnóstico também abrange cidades localizadas a 150 quilômetros da área de fronteira.


CBN Foz
Por  Mauricio Freire
Atualizado em Quinta, 08 Agosto 2013 21:41
http://noticias.cbnfoz.com.br/noticias-de-foz-do-iguacu/editorial/foz-do-iguacu/08082013-35559-governo-federal-realiza-diagnostico-sobre-situacao-das-areas-de-fronteira

Nenhum comentário:

Postar um comentário