sexta-feira, 26 de julho de 2013

Municípios da faixa de fronteira terão R$ 10 milhões para projetos de piscicultura

Criação de peixe em tanques é alternativa de renda para pequeno produtor e cooperativado

Municípios de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul localizados na faixa de fronteira com Bolívia e Paraguai terão incentivos do governo federal para implantação de projetos voltados à piscicultura.

O Ministério da Integração Nacional vai disponibilizar R$ 10 milhões nos próximos dois anos, sendo metade para municípios mato-grossenses e outros R$ 5 milhões para o estado vizinho.

Região de Diamantino busca apoio para ser polo da piscicultura no MT; prefeitos se reunião com ministro da Pesca

Os recursos serão repassados em duas parcelas de R$ 2,5 milhões. A Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) investirá na construção dos tanques, na aquisição dos primeiros alevinos, além da ração e dos caminhões frigoríficos.

Plantios florestais, reserva legal, piscicultura e recuperação de pastagem são discutidos em em Guarantã do Norte (MT)

De acordo com o Diretor de Implementação de Programas e de Gestão dos Fundos da Sudeco, Cléber Ávila, o objetivo é estimular o surgimento de Arranjos Produtivos Locais (APLs). “Queremos incentivar o desenvolvimento regional em municípios crentes na faixa de fronteira”, afirma.

Segundo o diretor, foram os próprios consórcios regionais que escolheram este tipo de investimento. “É o primeiro passo para que estas comunidades possam desenvolver pequenos negócios e tenham condições de se manter na atividade”, destaca Ávila.


26/07/2013 - 8:44
De Brasília - Vinícius Tavares
http://agro.olhardireto.com.br/noticias/exibir.asp?noticia=Municipios_da_faixa_de_fronteira_terao_R_10_milhoes_para_piscicultura&id=8480

Nenhum comentário:

Postar um comentário